Horário de atendimento das 09.30 às 20h de segunda a Sábado
Horário de urgências das 20 às 09.30 de segunda a sábado, domingos e feriados


   
Hospital Veterinário autorizado pela Direcção Geral de Veterinária
 
 
Certificação de Sistemas de Gestão de Qualidade   Director Clínico creditado pela Ordem dos Médicos Veterinários
 
 
 
  ANULAR REGISTO / ÚLTIMAS NEWSLETTERS

 

Informações - Dermatologia

ACANTOSE NIGRICANS

A Acantose Nigricans é uma doença dermatológica rara, caracterizada por hiperpigmentação na região axilar, linheficação (espessamento da pele) e alopécia (perda de pêlo).

A Acantose Nigricans pode ter numerosas causas, mas a sua patogénese ainda é desconhecida, podendo ser dividida em Primária e Secundária. A Acantose Nigircans Primária é uma doença que afecta quase que exclusivamente animais da raça Daschund e que tem início quando eles ainda são novos, com menos de um ano de idade, pensando-se que nesse caso, poderá ser uma doença hererditária. A Acantose Nigricans Secundária está associada com uma causa secundária, como por exemplo fricção das pregas de pele em animais obesos ou com conformação anormal e infecção por Malassezia (fungos) secundária, doenças endócrinas (hipotiroidismo, hiperadrenocorticismo), hipersensibilidade (a comida, ao ambiente, atopia).

Geralmente, o primeiro sinal de Acantose Nigricans Primária, é a hiperpigmentação de ambas as axilas, que com o tempo, ficam com a pele espessada, sem pêlo, podendo desenvolver-se seborreia (caspa) por todo o corpo. Em casos severos, estas alterações podem espalhar-se ao resto do corpo. Pode também desenvolver-se uma infecção da pele por contaminação com fungos (pioderma por Malassezia). O prurido (comichão) é variável.

O diagnóstico é obtido com base na história, nos sinais clínicos, exames laboratoriais que excluam as patologias que podem causar Acantose Nigricans Secundária, biópsia de pele e resposta ao tratamento.

A Acantose Nigricans Primária, é uma doença que pode ser controlada, mas não curada. A Acantose Nigricans Secundária poderá ter cura, dependendo da doença subjacente e respectivo tratamento.

Nos casos em que as lesões de pele ainda estão no início, o tratamento é constituído por banhos anti-seborreicos, aplicação tópica de loções com glucocorticoides (Amiderm). Quando as lesões já estão disseminadas pelo corpo, para além dos tratamentos mencionados, será necessário fazer medicação oral com Melatonina, Vitamina E ou Glucocorticoides sistémicos, sendo este último o tratamento de eleição para a Acantose Nigricans. Caso o animal apresente uma infecção concomitante por fungos, a mesma deve ser tratada com banhos e antifúngico oral.

 
  APOIO | ADICIONAR AOS FAVORITOS | SUGERIR ESTA PÁGINA | MAPA DO SITE
  Copyright © 2008 www.animed.pt - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: SoftiNet | Design por: duasfaces.net